top of page
  • Foto do escritorPref. Manoel Urbano

Prefeito de Manoel Urbano participa de reunião com integrantes do Ministério da Integração e discute destinação de resíduos sólidos no Acre

Representantes dos 22 municípios do Acre se reuniram em assembleia nesta sexta-feira (15) na Associação dos Municípios do Acre (Amac) em Rio Branco, para discutir os avanços na resolução da questão da destinação correta de resíduos sólidos. O encontro contou com a participação do diretor do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, Denilson Campelo. É o ministério quem coordena a implantação dos sistemas de coleta em todo o país.


O evento do Consórcio Intermunicipal de Coleta de Resíduos Sólidos marca a preparação para a fase dos estudos nos 22 municípios do Acre que determinarão qual o modo mais adequado para o tratamento dos resíduos.



“Hoje neste evento nós já vamos tratar do encaminhamento dos estudos que serão feitos em todos os municípios e que determinarão quais são as adequações. Após o término do estudo, vamos entregá-los às prefeituras, junto com uma proposta de privatização ou PPP (parceria público-privada). Vamos construir uma solução para o destino dos resíduos sólidos nos 22 municípios de uma forma que atenda aos requisitos da lei, isso deve marcar a história do tratamento dos resíduos, com implantação de tecnologias”, afirmou Denilson Campelo, do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional.


O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, que preside o Consórcio Intermunicipal de Coleta de Resíduos Sólidos no Acre, falou da importância dos municípios legalizarem a questão da destinação correta. “O Ministério Público, claro, no exercício de sua função, tem arrochado os prefeitos para assumir compromissos na direção da melhoria deste assunto, imposto multas pesadíssimas, mas graças a Deus, com este consórcio, no qual trabalhamos há dois anos, vamos resolver esse problema”, afirmou.


O prefeito Raimundo Toscano, ressaltou a importância da discussão para a melhora da qualidade de vida da população. “Nosso objetivo é melhorar a qualidade de vida da população e resolver de vez o problema do lixo, diminuindo a quantidade de doenças infecciosas, cessando as contaminações de solo e água, melhorando na qualidade de vida dos munícipes”, disse.


Técnicos do Ministério de Integração de do Desenvolvimento Regional devem visitar em breve os 22 municípios do Acre, avaliando espaços e pensando em soluções para destinação dos resíduos.


No encontro, estavam presentes representantes do Ministério Público, da Caixa Econômica Federal, do Tribunal de Contas do Estado, além dos senadores Alan Rick (UB/AC), Marcio Bittar (UB/AC) e Sérgio Petecão (PSD/AC).

0 comentário

コメント


bottom of page